It was planned to the second day to have guided tours at Westminster Abbey and the Houses of The Parliament, mas we gave up doing it and just took pictures from the outside. After that, we went to British Museum (http://www.britishmuseum.org/), a museum with almost 300 years, where it’s possible to see the Roseta Stone (if you pass through the crowd that stays around it) and parts of the Panthon (since the 80’s, greek government contest pieces that was stolen by the british pirates!). British Museum has a large collection with various pieces, since aztec, greek, egyptian, japonese, persian, indian and many other cultures, and for that it’s worthy reserving your afternoon there! There’s a information desk in the entrance where you can get flyers in many languages with marked maps that shows the essentials depending on how much time you’ve got. The visit is free and there’s a area on the first floor where you can have quick meals (as sandwichs, pastries, salad, juices and soda) – all paid, but on every floor there’s a litte coffee shop. It’s possible to rent an audio guide for a few pounds, but we though it wasn’t necessary as all pieces counts with an explanation. Besides, every Friday there’s a free tour that lasts about 20 minutes.

British Museum
British Museum

The next day, we had at lunch the famous Sunday Roast at The Draft House (http://www.drafthouse.co.uk/), an adorable restaurant at the very entrance of Tower Bridge. There aren’t many options in the menu, but it’s very tasty and, for that, it’s recommended to book a table a few days previously (you can do it online or making a phonecall). After that, we crossed Tower Bridge and went to Victoria & Albert Museum (https://www.vam.ac.uk/). The museum has over 60.000 pieces since Medieval Era and there are interactive areas, besides free guided tours (the entrance is also free), although usually the visit takes 2h or less.

We planned to visit Natural History Museum too, wich is literally in front of the V&A, but the queue was huge and full of families with young children, so we though it wouldn’t be worthy and go back to the hotel. As it was Valentines Day in England, at night we went to London Eye (https://www.londoneye.com/), all red lighted and decorated with flowers. The ticket was not cheap, almost £30 and there wasn’t any discount, but seeing London from 135m all lighted worths the price. The queue was big, but we didn’t take more then 30min to get in.

View from the London Eye – Houses Of The Parliament

Btw, heres a recomendation: visit London Eye at night! I’ve already visited the ferris wheel twice before, but as London is always foggy, the view duing the day isn’t very extended, so it’s much more worthy visiting at night!

xx


Para o segundo dia, estava planejado fazer visitas guiadas na Abadia de Westminster no Parlamento Inglês, mas acabamos desistindo e só passamos em frente para tirar foto. Depois disso, fomos ao British Museum (http://www.britishmuseum.org/), um museu de quase 300 anos onde é possível ver de perto a famosa Pedra de Roseta (se você conseguir pela multidão que fica em volta dela) e parte do Panteon de Atenas (desde 1980 o governo grego disputa as peças que foram roubadas de seu país pelos ingleses!). O British Museum conta com um acervo enorme e com peças muito variadas, passando pela cultura asteca, grega, egípcia, japonesa, persa, indiana e muitas outras, e, por isso, vale a pena reservar um dia da viagem para passar a tarde no museu! Logo na entrada do museu há um balcão de informações e folhetos em diversas linguas, onde é possível pegar difefrentes mapas marcados com o essencial do museu de acordo com a quantidade de tempo disponível que você tem. A visita é gratuita e há uma área no primeiro piso para lanches e refeições rápidas (como sanduíches, doces, saladas, sucos e refrigerantes) – que são pagas , mas todos os andares contam com um pequeno café. É possível alugar o áudioguia por poucas libras, mas não achamos necessário já que todas as peças contam com uma plaquinha bem explicada. Além disso, as tardes de sextas-feiras contam com tour grátis que duram cerca de 20 minutos.

V&A Museum
Victoria & Albert Museum

No dia seguinte, almoçamos o famoso Sunday Roast no The Draft House (http://www.drafthouse.co.uk/), um restaurante muito agradável na entrada da Tower Bridge. O cardápio não é muito extenso, mas muito saboroso, por isso, é recomendado fazer reserva de mesa com alguns dias de antecedência (você pode fazer isso online ou por telefone)! Depois disso, atravessamos a ponte e fomos direto para o Victoria & Albert Museum (https://www.vam.ac.uk/). O museu conta com mais de 60.000 peças desde a era medieval, e há áreas interativas, além de visitas guiadas gratuitas (assim como a entrada), apesar de a visita geralmente ser rápida, até de 2h. Planejamos passar em seguida no Natural History Museum, que é literalmente em frente ao V&A, mas a fila estava e-nor-me, indo até a rua seguinte e cheia de famílias com crianças pequenas, então achamos que não valeria a pena e voltamos para o hotel. Como era dia dos namorados na Inglaterra, à noite fomos a London Eye (https://www.londoneye.com/), que estava iluminada de vermelho e enfeitada com flores e corações por todos os lados para a comemoração. O bilhete para a cabine coletiva não é barato, quase £30 e não há desconto, mas ver Londres a 135m toda iluminada vale o preço.

Aliás, aqui cabe uma recomendação de visitar a roda gigante a noite: já tinha visitado duas vezes durante o dia em outras viagens, mas como Londres é sempre nublada, a vista da cidade durante o dia não se estende muito, valendo muito mais a pena ir à noite, quando a cidade está iluminada!

A fila estava enorme, pois não compramos os ingreessos com antecedência, mas não demoramos mais de 30 minutos para entrar. Se você vai no inverno, faça questão de estar bem mais agasalhado que o usual, pois ficar parado na fila durante o dia em Londres não se compara com fazer o mesmo à noite.